fonte: http://www.administradores.com.br/artigos/economia-e-financas/viver-de-renda-como-plantar-sua-arvore-de-dinheiro/100280/

Imagine dinheiro pingando na sua conta todo o mês para pagar as suas despesas! Isso é possível ao construir sua renda passiva

Se você paga a suas contas com o dinheiro do seu salário, então você vive como a maioria das pessoas. Essa renda que depende diretamente do seu trabalho é sua renda principal.

Se além disso, você tiver um outro trabalho extra que te garanta um dinheirinho a mais, seja fazendo comida para fora, dando aula ou sendo motorista de Uber, por exemplo. Essa é a sua renda extra.

Para a maioria das pessoas, essas rendas principal ou extra são as maneiras de ganhar dinheiro para se manter. Em outras palavras, elas que pagam as contas básicas, como moradia, luz, água, saúde, por exemplo.

Hoje quero falar de uma outra possibilidade que uma vez atingida é como uma árvore de dinheiro que se você plantar hoje, pode um dia dar frutos e tomar o lugar das suas rendas principal e extra. Essa é a renda passiva.

renda passiva

renda passiva pode ser fruto do dinheiro investido com inteligência, rendimento de imóveis alugados ou mesmo um site que trabalha 24 horas para você. Em todos esses casos, depois de gastar algum esforço inicial construindo essa fonte de renda, você terá uma grana caindo na sua conta constantemente. Não é maravilhoso?

Construindo a Renda Passiva

Como você percebeu, criar renda passiva é acumular um conjunto de ativos que no futuro vão te gerar dinheiro. Isso vai fazer com que você não dependa mais do seu trabalho para pagar suas contas.

Para alcançar esse objetivo aprendi a controlar gastos e investir melhor. Desde que coloquei em prática essas habilidades e conhecimentos tenho aumentado muito minha renda passiva.

Ao estudar investimentos você descobre o poder dos juros compostos e pode utilizar essa força ao seu favor. Pensando dessa maneira, você passa a receber juros e não mais pagar por eles.

Como aumento minha Renda Passiva

Abaixo apresento uma tabela mostrando os ganhos percentuais que tenho feito nos últimos meses.

Nessa tabela coloquei um valor inicial qualquer (R$ 10.000,00 em junho de 2016) e apliquei nele os percentuais de ganho que tive para que você perceba como essa renda passiva tem crescido.

tabela renda passiva

Valores e percentuais de rendimento com e sem aporte

Todo o início de mês verifico quanto tenho investido e comparo com o total que medi no mês anterior. Dessa maneira, percebo em qual percentual meus investimentos variaram de um mês para o outro (essa informação está na linha Percentual apenas rendimento).

Além disso, todo mês coloco uma quantia a mais nesse montante. Essa quantia incorporada na renda passiva se chama aporte. O crescimento considerando o aporte entre o mês atual e o anterior está na linha Percentual rendimento com aporte.

Abaixo mostro um gráfico comparando a valorização da renda passiva sem e com aporte.

grafico renda passiva

Renda passiva crescendo com rendimentos e com aportes mensais

Veja as linhas de valorização sem aporte (que representa a rentabilidade do investimento) e compare com a valorização com aporte. Percebeu a grande diferença que isso pode fazer no crescimento da renda passiva?

Esses aportes (ou quantias que transferimos todo o mês para a renda passiva) geram um montante cada vez maior no qual os juros compostos agem de maneira mais rápida.

Perceba que tudo que foi apresentado aqui está relacionado ao controle financeiro, pois para ter uma renda passiva é necessário fazer o seu dinheiro sobrar. Para isso é necessário ter algum controle sobre seus gastos como mostrei em um outro artigo.

Como Viver de Renda

Para viver de renda é necessário ter uma renda passiva cujo rendimento seja capaz de cobrir suas contas mensais (mais a inflação).

Um exemplo simples: se suas contas mensais são de R$ 2.000,00 e se você consegue um investimento de 1% ao mês então você precisaria de um montante R$ 200.000,00 para gerar uma renda passiva de R$ 2.000,00 (pois 1% de 200.000 é 2.000).

Como falei antes, o exemplo acima está bem simplificado, pois você deve considerar a inflação (que vai fazendo o dinheiro valer menos com o passar do tempo).

Portanto, viver de renda está mais relacionado ao custo do seu padrão de vida do que à quanto você ganha.

Conclusão

Para formar uma renda passiva de maneira consistente siga os seguintes passos:

  • investir de maneira inteligente;
  • medir os resultados;
  • aportar uma quantia mês a mês.

Perceba que mesmo assim, vai levar algum tempo para chegar num montante que te permita viver de renda. Se o total das suas contas mensais for muito alto, então esse tempo cresce mais.

Essa vontade de viver de renda pode te dar a motivação que você precisa para abrir mão de uma pequena quantia no seu presente em troca de um futuro muito melhor.

Muitos livros de finanças pessoais indicam que investir 10% de tudo que se ganha é um bom aporte. Mas antes você deve colocar suas despesas em ordem e depois ir aumentando seu aporte aos poucos sem prejudicar sua qualidade de vida.

Você deve ter em mente que cada Real a mais na sua renda passiva é como um novo soldado trabalhando para você.

 

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial