Console, que não será lançado em 2019, terá suporte a 8K, gráficos com Ray Tracing e SSD incluso.

PS5 começou a ter os seus primeiros detalhes revelados. O arquiteto do sistema, Mark Cerny, em uma longa entrevista à Wired falou sobre o sucessor do PS4. Cerny confirmou que o futuro console será compatível com jogos lançados para PlayStation 4, terá suporte a gráficos com Ray Tracing, tecnologia de som 3D inovadora e SSD para acelerar o carregamento de games. Cerny também revelou que o possível PlayStation 5 – o nome oficial ainda não foi confirmado – não chega ao mercado em 2019.

Em termos de funcionalidades, o que mais se destaca é mesmo o suporte a jogos do PS4. Ao implementar a retrocompatibilidade, a Sonyatende a um pedido da comunidade de jogadores das suas plataformas e entra em paridade com a Microsoft, que suporta jogos de todas as gerações do Xbox nos Xbox One.

PS4 Pro  — Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

PS4 Pro — Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

A compatibilidade com os títulos do PS4 garante que quem aderir ao PS5 poderá aproveitar sua biblioteca de games no novo console. Além disso, a Sony confirma que o PS5 terá drive para discos.

Em termos de hardware, Cerny confirmou que o novo PlayStation usará processador Ryzen 3000 octa-core uma placa gráfica construída em torno da arquitetura Navi. Ambos os componentes são da AMD e repetem o perfil técnico do PS4, que também usa CPU e GPU da Advanced Micro Devices.

De acordo com Cerny, a nova unidade de processamento gráfico da AMD terá suporte ao chamado Ray Tracing, um tipo de técnica de simulação do comportamento da luz usada em efeitos especiais de cinema e que só recentemente vem chegando aos games. Essa técnica rende gráficos muito mais realistas e é tida como bem exigente da capacidade de processamento de qualquer máquina.

PS VR pode ser descontinuado no PS5 — Foto: Divulgação/Sony

PS VR pode ser descontinuado no PS5 — Foto: Divulgação/Sony

Outro detalhe que foi divulgado na entrevista é que o novo PlayStation terá capacidade de renderizar imagem em 8K. Cerny não entrou em detalhes sobre essa capacidade, mas a possibilidade é de que o novo PlayStation possa reproduzir vídeo nessas resoluções, não necessariamente games.

Áudio 3D e SSD

Imagem compara uma imagem sintetizada sem Ray Tracing (à esquerda) e a versão usando a nova tecnologia de iluminação, à direita — Foto: Divulgação/Nvidia

Imagem compara uma imagem sintetizada sem Ray Tracing (à esquerda) e a versão usando a nova tecnologia de iluminação, à direita — Foto: Divulgação/Nvidia

Mark Cerny também adiantou que a Sony aposta muito numa tecnologia de som tridimensional. Na avaliação do arquiteto da Sony, houve pouca evolução em som do PS3 para o PS4 e a intenção da Sony é que o PlayStation 5 tenha capacidade de reproduzir áudio de uma forma muito mais imersiva, dando ao jogador a capacidade de se sentir presente nas cenas dos jogos a partir do som vindo de várias direções. Cerny salienta ainda que, a princípio, nem será preciso comprar equipamento específico para tirar proveito dessa novidade.

Na entrevista, Mark Cerny adiantou que a Sony lançará o PlayStation 5 com SSD incluso. Embora não tenha ficado muito claro, o desenvolvedor dá a entender que o componente será diferente do que se encontra nos Pcs – inclusive com velocidades muito mais altas – a ponto de permitir que uma viagem rápida pelo mapa de Spider Man leve apenas 0,8 segundos no PS5, contra 15 segundos no PS4 Pro.

Clique na seta para digitar a sua mensagem
Powered by