Primeiro semestre de 2017 foi marcado por anúncios da Apple e do Google; chegou a hora de rever o que as empresas prometem para o seu smartphone em breve

O iOS 11 e o Android 8 (O) são as próximas versões dos sistemas operacionais da Apple e do Google. No caso do iOS, ele está presente nos iPhones e deve ser disponibilizado em setembro, junto com a edição deste ano do celular. Já o Android roda em smartphones de diversas fabricantes e, por isso, demora um pouco mais para chegar aos aparelhos, mas deve aparecer, em breve, em celulares da Samsung, Motorola e LG, por exemplo.

Disponíveis em fases de testes, os sistemas já podem ser baixados por desenvolvedores, trazendo melhorias em funções e também no desempenho dos aparelhos. Se você quer descobrir o que muda e qual versão é a mais inovadora, o TechTudo traz um comparativo entre as plataformas. Vale lembrar que levamos em consideração os anúncios feitos pelas empresas e os sistemas em beta; as funções podem mudar até chegarem à versão final.

iOS 11 tem nova Central de Controle no iPhone (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)iOS 11 tem nova Central de Controle no iPhone (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

iOS 11 tem nova Central de Controle no iPhone (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Visual

Tanto a Apple como o Google não trouxeram mudanças importantes no visual de suas plataformas, porém o sistema do iPhone é aquele que traz mais novidades. No iOS 11, o usuário encontrará alterações em duas áreas importantes do sistema. A primeira é o Centro de Controle – onde ficam os ajustes do modo Avião e do Bluetooth, entre outros –, que agora virá apresentado em página única e terá suporte ao 3D Touch. Já o visual da tela de bloqueio e da central de notificações será unificado, oferecendo a mesma experiência ao usuário.

Android 8 é a nova versão do sistema do Google (Foto: Reprodução/Google)Android 8 é a nova versão do sistema do Google (Foto: Reprodução/Google)

Android 8 é a nova versão do sistema do Google (Foto: Reprodução/Google)

As mudanças de interface do sistema da Apple prometem ser ainda maiores nos iPads. Nos tablets, o dock da parte inferior da tela foi redesenhado para conter mais ícones e também sugestões de aplicativos por meio de Inteligência Artificial. Além disso, a tela de troca de apps foi refeita para conter mais informações.

A App Store também ganhará novo visual em ambos os aparelhos, ficando mais parecida com o Apple Music. A loja de aplicativos trará matérias e seleções diárias de programas em destaque; terá abas exclusivas para apps e outra para jogos; e reformulará a página com informações sobre o download. Além disso, a busca promete ficar mais eficiente.

Nova App Store no iOS 11 (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)Nova App Store no iOS 11 (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Nova App Store no iOS 11 (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Falar sobre mudanças na interface do Android é um ponto delicado, já que cada fabricante pode mudar completamente a aparência do sistema. De qualquer forma, a versão pura do Google trouxe uma nova forma de exibir as notificações.

Para começar, a central agora permite que o usuário silencie um alerta ou salve-o para mais tarde, o que deve tornar o espaço mais limpo e dinâmico. Já os ícones de aplicativos ganharão pontos de notificação que indicarão atividades recentes do app a partir da tela inicial – função que a Samsung e outras fabricantes já incluem por conta própria em seus dispositivos.

Ícones de apps terão notificações no Android O  (Foto: Reprodução/YouTube)Ícones de apps terão notificações no Android O  (Foto: Reprodução/YouTube)

Ícones de apps terão notificações no Android O (Foto: Reprodução/YouTube)

O Google também promete diminuir a bagunça causada pela falta de padrão no desenho dos ícones. No Android 8, os desenvolvedores podem ajustar o formato dos atalhos para que eles combinem com a preferência do usuário ou com visual adotado pela fabricante, seja este mais redondo ou quadrado.

Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular

Funcionalidades

No iOS 11, os usuários que gostam de fotografias encontrarão novas animações para as Live Photos e também filtros específicos para o modo retrato. Já o Apple Music ganhará funções sociais para que o usuário saiba o que os amigos estão ouvindo no momento – similar ao que o Spotify e similares oferecem. Há ainda integração do AirPlay com caixas de som; mapas de shoppings e aeroportos no Maps; transações financeiras entre pessoas no Apple Pay; e melhorias na transferência de dados entre iPhones.

iOS 11 é capaz de reconhecer quando motorista está dirigindo (Foto: Reprodução/Apple)iOS 11 é capaz de reconhecer quando motorista está dirigindo (Foto: Reprodução/Apple)

iOS 11 é capaz de reconhecer quando motorista está dirigindo (Foto: Reprodução/Apple)

Durante o WWDC, a Apple também destacou o novo modo “Não Perturbe” do iOS 11. A função será capaz de identificar quando o usuário estiver dirigindo e bloquear notificações de aplicativos, mensagens e chamadas que chegarem ao celular. Assim, a empresa procura reduzir a distração gerada pelo smartphone e, consequentemente, os riscos dos acidentes de trânsito.

Neste ano, a Apple deu atenção especial ao iPad, com funções como um arrastar-e-soltar mais poderoso, para transferir arquivos e textos; um gerenciador de arquivos integrado com a nuvem (chamado de Apple Files ou apenas Arquivos, em português); e um teclado reformulado para dar mais agilidade à digitação. Já Apple Pencil ganhou novidades que permitem anotações em arquivos PDFs, documentos, bloco de notas, páginas da web e outras coisas.

Com grande foco em otimizações, o Android 8 traz menos funcionalidades voltadas para o usuário. Dentre elas, destaca-se a possibilidade de executar vídeos em modo Picture-in-Picture (PIP), que permitirá assistir a vídeos do YouTube sobre outras janelas de aplicativo. Além disso, a nova plataforma ganhou ainda um preenchimento mais rápido de formulários e senhas com o recurso Autofill.

Android 8 terá modo Picture-in-Picture para YouTube e outros apps de vídeo (Foto: Reprodução/YouTube)Android 8 terá modo Picture-in-Picture para YouTube e outros apps de vídeo (Foto: Reprodução/YouTube)

Android 8 terá modo Picture-in-Picture para YouTube e outros apps de vídeo (Foto: Reprodução/YouTube)

Já a Smart Text Selection, ou seleção de texto inteligente, promete agilizar o processo de copiar informações do celular. Usando Inteligência Artificial, o sistema é capaz de reconhecer nomes de pessoas, estabelecimentos e ruas para selecionar todo conteúdo mais rapidamente e com um único toque.

Por fim, o Google vai trabalhar em áreas vitais do novo sistema. O Google Play Protect, por exemplo, é um antivírus que verificará se todos os aplicativos instalados no telefone estão funcionando bem. Além disso, o Android 8 deverá ser inicializado com o dobro da velocidade da versão 7.0 e trará ainda limitações de apps em segundo plano para prolongar a bateria.

Assistentes pessoais

No iOS 11, a Siri deve se tornar ainda mais proativa e integrada ao sistema, bem como aos aplicativos. A assistente estará presente em áreas como a sugestão de palavras no teclado QuickType, ao fazer buscas no Safari e também ao procurar músicas que você gosta no Apple Music.

No iOS 11, a Siri estará mais integrada ao sistema (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)No iOS 11, a Siri estará mais integrada ao sistema (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

No iOS 11, a Siri estará mais integrada ao sistema (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Há ainda duas novidades lá fora que podem demorar a chegar à Siri brasileira. A primeira é a tradução dentro da assistente, que por enquanto só vai suportar traduções feitas do Inglês dos Estados Unidos para outras línguas. Além disso, a assistente ganhou uma voz mais natural, que pode ter sido implementada somente na versão norte-americana.

Enquanto a Siri se consolida, o Google Assistente ainda engatinha no Android 8. Para os brasileiros, a nova versão do sistema já deve chegar com a assistente falando português, embora isso possa ser liberado antes. Além disso, a Inteligência Artificial permite que as perguntas sejam digitadas em vez de faladas.

Google Assistant traz função Lens para identificar informações com a câmera  (Foto: Reprodução/YouTube)Google Assistant traz função Lens para identificar informações com a câmera  (Foto: Reprodução/YouTube)

Google Assistant traz função Lens para identificar informações com a câmera (Foto: Reprodução/YouTube)

Outra novidade interessante da Assistant é o Google Lens, que usa a câmera do celular para procurar e identificar informações úteis. Com o recurso, o usuário poderá fazer a tradução de uma placa em língua estrangeira, salvar contatos a partir de cartões de visita, adicionar eventos a calendários, entre outras coisas.

Disponibilidade para testes

Por enquanto, o iOS 11 está disponível em versão de testes apenas para desenvolvedores cadastrados na Apple, o que custa cerca de US$ 99 (cerca de R$ 325). Para baixá-lo, é necessário possuir também um aparelho compatível com a nova versão: iPhone 5S ou superior, iPad de 5ª geração, iPad Air e Pro, iPad Mini 2, iPod Touch de sexta geração ou versões superiores.

A recomendação é para que apenas especialistas baixem essa versão do sistema, que ainda pode apresentar erros e falhas de funcionamento.

iOS 11 está disponível em iPads e iPhones para desenvolvedores (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)iOS 11 está disponível em iPads e iPhones para desenvolvedores (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

iOS 11 está disponível em iPads e iPhones para desenvolvedores (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Experimentar o Android 8, contudo, é uma tarefa bem difícil para os brasileiros. O sistema, além de estar em fase prévia, só pode ser baixado em dispositivos do Google: Nexus 5X, Nexus 6P, Google Pixel, Pixel XL, Pixel C e Nexus Player. Nenhum desses produtos foi vendido oficialmente no Brasil.

Trocando em miúdos

Em uma disputa cada vez mais acirrada, Google e Apple tomaram caminhos diferentes esse ano na atualização de seus sistemas móveis. O iOS 11 traz funções com forte apelo para o usuário e que devem mudar pontos importantes da experiência. Dentre eles, destacam-se a possibilidade de arrastar e colar no iPad, as novas formas de edição de imagens no iPhone e o modo “Não Perturbe”.

Android terá novas opções para economia de energia (Foto: Reprodução/Google)Android terá novas opções para economia de energia (Foto: Reprodução/Google)

Android terá novas opções para economia de energia (Foto: Reprodução/Google)

Já o Android 8 foca menos em funcionalidades e traz um trabalho mais voltado para os “bastidores”. As mudanças na central de notificações, a velocidade na inicialização do aparelho e as novas limitações de apps para poupar a energia devem impactar o dia a dia do usuário positivamente. Fora isso, o Google Play Protect é uma adição bem-vinda para minimizar os riscos do sistema.

Por se tratar de um sistema seguro e muito otimizado, o iOS 11 pode se dar ao luxo de se concentrar em funções pedidas pelo consumidor. Com isso, a plataforma da Apple tende a atrair mais atenção ao longo do ano, enquanto o Google ainda resolve algumas fraquezas da sua plataforma. De qualquer forma, o jeito é esperar até a primavera no Brasil para baixar as novas versões do sistema.

fonte: http://www.techtudo.com.br/noticias/2017/06/ios-11-vs-android-8-conhecas-os-pontos-fortes-e-fracos-dos-futuros-sistemas.ghtml

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial