Jogamos a nova versão do game no Xbox One, PS4 e Switch durante o EA Play, evento da EA antes da E3 2017.

A EA inaugurou os trabalhos da E3 2017 com seu evento EA Play, realizado em Hollywood, Estados Unidos, onde acompanhamos o anúncio oficial das novidades de FIFA 18. Além disso, o TechTudo testou a nova versão do jogo, que estava disponível na apresentação para PS4, Xbox One e Switch, o novo console da Nintendo. Apostando no realismo em uma das edições, e na diversão em outra, a empresa espera se manter no topo com a nova versão, sempre com o melhor do futebol. Confira os detalhes:

No PS4 e Xbox One: realismo e menos velocidade

FIFA 18 está “voltando ao básico”. Apostando em fazer seu melhor “feijão com arroz”, a EA quer que o game agrade fãs antigos e novatos. Durante os testes, não tivemos acesso ao modo Jornada 2, que vai continuar a saga do personagem Alex Hunter, criado em FIFA 17. Porém, pudemos conferir uma partida amistosa, com direito a seleção de alguns dos principais times presentes no game, além de equipes mais locais: Los Angeles Galaxy, Toronto FC, Manchester City, Manchester United, Paris Saint Germain, Real Madrid, Juventus, Chelsea, Atletico de Madrid e Bayern de Munique.

FIFA 18 estava disponível para testes no EA Play (Foto: Viviane Werneck / TechTudo)FIFA 18 estava disponível para testes no EA Play (Foto: Viviane Werneck / TechTudo)

FIFA 18 estava disponível para testes no EA Play (Foto: Viviane Werneck / TechTudo)

Para testar a inteligência artificial, resolvemos propôr um desafio acima da média. Selecionamos o LA Galaxy para ser o nosso time e escolhemos o Chelshea, atual campeão inglês, como adversário. Sem muita surpresa, tivemos certa dificuldade em vencer o adversário – o que acabou não ocorrendo, de fato. A partida terminou em um “2 a 1” para os adversários, que venceram de forma folgada. O teste limitou-se a uma partida inteira, afinal, FIFA 18 era um dos games mais disputados do EA Play, ainda assim, pudemos conferir algumas particularidades.

Por exemplo, a bola está mais “solta”, menos grudada ao pé do personagem e, consequentemente, mais difícil de se dominar. Não citamos isso no mal sentido. Na verdade, é até algo bom, já que permite mais realismo ao jogo – se é que é possível tornar-se ainda mais realista, ano após ano, em cada versão nova lançada. A “pelota”, porém, acompanha naturalmente cada drible ou passe, com uma certa fluidez.

Área de FIFA 18 no EA Play (Foto: Felipe Vinha)Área de FIFA 18 no EA Play (Foto: Felipe Vinha)

Área de FIFA 18 no EA Play (Foto: Felipe Vinha)

Os gráficos evoluíram, mas não a ponto de mostrar uma enorme diferença visual do anterior – até porque, em eventos assim, as empresas configuram seus monitores e TVs para a melhor qualidade, dando a impressão de ficar mais bonito do que já é. Contudo, os jogadores em campo não pareceram exibir muitas mudanças radicais. É de se notar, todavia, o realismo envolvido em cada movimento em campo.

O que podemos afirmar, envolvendo o visual e design de jogabilidade, é que FIFA 18 está um pouco mais “lento” nas versões PS4 e Xbox One. O game parece querer dar um passo atrás para seguir em frente, o que não é ruim. A decisão talvez seja acertada para deixar a jogabilidade mais espaçada para quem está aprendendo, mas, ao mesmo tempo, corre o risco de desagradar quem estava acostumado com a última versão. Pelo que vimos em volta, os fãs pareciam satisfeitos com o resultado, mas todo o cuidado é pouco na hora de tentar conquistar, ou reconquistar, o público.

FIFA 18 no Switch

Contrariando notícias recentes, a versão Switch de FIFA é realmente FIFA 18, e não uma edição especial feita para o console da Nintendo. Apesar da boa notícia, o lado ruim é que temos uma versão um pouco mais fraca em termos gráficos, mas com jogabilidade igualmente interessante e, claro, a vantagem da portabilidade do aparelho em si.

Público testando FIFA 18 no evento da EA (Foto: Felipe Vinha)Público testando FIFA 18 no evento da EA (Foto: Felipe Vinha)

Público testando FIFA 18 no evento da EA (Foto: Felipe Vinha)

Disponível para testes na mesma área das versões PS4 e Xbox One, a edição para Switch tinha velocidade mais avançada, ainda que os gráficos estivessem visivelmente inferiores. Na telinha do videogame, contudo, isso não incomodou muito, já que ela possui boa resolução e clareza nos detalhes. Mas, vale lembrar que o console da Nintendo pode ser ligado na TV, o que pode acarretar em um “enfeiamento” maior desta versão.

Ao contrário da edição dos “irmãos maiores”, a versão de FIFA 18 para o Switch também tinha domínio de bola um pouco mais preso e limitado, parecido com o que era nos lançamentos antigos da série, no PS3 e Xbox 360. Aqui sim a bola era mais presa ao pé dos jogadores e os dribles mais duros.

Versão Switch também estava disponível para testes (Foto: Felipe Vinha)Versão Switch também estava disponível para testes (Foto: Felipe Vinha)

Versão Switch também estava disponível para testes (Foto: Felipe Vinha)

Outra limitação notável é a presença de apenas dois times na versão de testes do Switch: Real Madrid e Chelsea, ainda que de forma completa e com todos os uniformes. Por outro lado, se você pretende comprar essa versão, pode ficar tranquilo ou tranquila, já que a EA garantiu que todos os times estariam presentes em todas as edições, incluindo nesta. A empresa também já confirmou que o motor gráfico Frostbite, do PS4 e Xbox One, não estará por aqui, o que explica o visual inferior.

De um modo geral, FIFA 18 agradou, mesmo na versão Switch, e mostrou que a EA resolveu arriscar pouco. Nada de errado nisso, desde que a série mantenha seu bom nível que vinha acumulando nos últimos anos. Veremos, no dia 29 de setembro, quando ele for lançado em sua versão final.

fonte: http://www.techtudo.com.br/noticias/2017/06/fifa-18-muda-pouco-mas-traz-jogo-divertido-e-bem-construido-veja-nosso-teste-e32017.ghtml

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial