É preciso que haja esforço para respeitar os próprios limites, caso contrário, não conseguirá ser uma pessoa produtiva. Veja cinco dicas pontuais para realizar os objetivos traçados.

iStock

Traçar metas, deixar as derrotas para trás e focar num ano melhor são algumas ações que a maioria das pessoas gostariam de seguir ao pé da letra. No entanto, no decorrer dos dias, algumas situações, sejam externas ou internos, fazem com que muitos adiem ou até desistam de algumas aspirações ou realizações pessoais. De acordo com a psicóloga Marilene Kehdi, a ansiedade é um fator preponderante que leva as pessoas a tomaram decisões autossabotadoras.

“Todos nós, em vários momentos da vida, sentimos ansiedade, em menor ou maior grau. A curva da ansiedade é um “U” invertido, e quando se chega no pico, tem que descer. Se a mantermos num nível alto (no ápice), com certeza sofreremos as consequências. A concentração ficará muito prejudicada, a memória, o rendimento escolar e profissional, além de outros”, explica a especialista.

A saúde física também será bem prejudicada, com sintomas físicos, como taquicardia, sudorese, inclusive nas mãos, mãos e boca fica tremulas, tensão muscular, cefaleia. Já o sintoma psicológico que pode surgir é o medo excessivo, o qual pode evoluir para uma Síndrome do Pânico, que, na verdade, é uma crise ansiosa aguda e grave.

A ansiedade decorre de fatores internos, subjetivos, e também estrutural da personalidade do indivíduo. Deriva também de fatores externos, como estresse, pressão, auto cobranças, demanda externa e preocupação excessiva. Quando a ansiedade é desencadeada por excesso de preocupação, desperta no indivíduo um grau, às vezes alto, de pessimismo, segundo Marilene.

Para ter controle sobre a ansiedade o primeiro passo é identificar a causa. A vítima da ansiedade precisa ter a real noção do que a tira a estabilidade emocional. E, a partir daí, é preciso que haja esforço para respeitar os próprios limites, caso contrário, não conseguirá ser uma pessoa produtiva. Ou seja, ficará estagnada sofrendo as consequências do alto nível de ansiedade.

Veja cinco dicas pontuais para controlar a ansiedade e conquistar as metas:

Tenha objetivos traçados
Um dos maiores desafios do ser humano é descobrir o que dá sentido a sua vida e se manter firme neste propósito. Portanto, saber quais são seus objetivos, metas que deseja alcançar, aonde quer chegar, o que quer ver realizado é fundamental para seguir a trilha, o caminho, a direção certa rumo as conquistas.

Mantenha o foco e tenha determinação
Manter o foco, a atenção e a disciplina é regra. Quanto mais focado, mais você produz. E quando você produz, você alimenta a autoconfiança que não irá permitir que os impulsos destrutivos e a autossabotagem prevaleçam em alguns momentos difíceis.

Controle a ansiedade
Não ser imediatista, não querer fazer tudo ao mesmo tempo, não dar o passo maior que a perna, não se distrair com tecnologias digitais e ser flexível ajuda a não fracassar. Com a ansiedade controlada e as emoções equilibradas é certo que você irá atingir os objetivos e alcança as metas.

Estipule o tempo certo para as metas serem concretizadas
Saber que tudo tem seu tempo certo de acontecer demonstra uma postura coerente. Tudo é proporcional e tem seu tempo certo para ser realizado, basta fazer sua parte.

Sonhe o seu sonho
É importante pensar em metas alcançáveis, reais, possíveis de serem realizadas. Não sonhe o sonho do outro só porque deu certo para ele… Mesmo que não seja fácil o caminho a ser percorrido, quanto se almeja verdadeiramente, é possível suportá-lo tudo em nome do que deseja alcançar.

fonte: http://www.administradores.com.br/noticias/carreira/controle-a-ansiedade-e-conquiste-suas-metas/116556/

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial