fonte: http://www.administradores.com.br/artigos/cotidiano/a-principal-razao-para-continuar-casada-apos-a-traicao-de-seu-parceiro/99113/

O amor que uniu o casal é ainda a mais importante razão para se tentar salvar o casamento após uma traição.

Se você finalmente confirmou suas suspeitas de que seu marido ou companheiro está te traindo e agora mesmo com toda a sua decepção, revolta e tristeza, ouviu seus pedidos de desculpas e de uma segunda chance  e não consegue pensar em por fim a sua relação então este é o artigo certo para você.

 

 Se suas amigas, parentes e, em alguns casos até os seus próprios filhos,  insistem para que você dê um ponto final nesta relação, sob os mais  diversos fundamentos, dentre eles o de que você não merecia tal traição,  ou ainda que seu parceiro é um “canalha” ou o mais ditado que “ quem trai uma vez, vai trair sempre”, mas você mesmo concordando racionalmente com todas estas argumentações ainda não consegue pensar em separação, então este texto foi feito pra você.

 

Por fim, se você não sabe a razão ( e se culpa!) por se sentir assim tão dependente emocionalmente desta relação para ser feliz, e pior, por continuar amando o parceiro traidor, leia  a seguir o mais importante motivo para tentar salvar seu casamento.

O “amor” é a primeira e mais relevante razão para você tentar salvar sua relação após descobrir que foi traída, já que mesmo com a traição você continua amando o seu marido, sentindo vontade de continuar ao seu lado e porque certamente ele também te ama do jeito dele. Isso não quer dizer que você aprova a traição ou que isso não lhe magoe intimamente cada vez que a relembra, mas o que pesa na balança de seu coração entre este  misto de ódio e decepção é o seu amor seja pelo seu parceiro ou pelo que você é e sente quando está com ele.

 

É difícil determinar o que move a pessoa traída a perdoar o traidor e tentar salvar a relação, alguns podem argumentar que é a baixo auto-estima dela, mas existem mulheres bonitas e bem resolvidas consigo mesmas que perdoam; outros diriam que é por  causa de dependência econômica, porém milhares de mulheres financeiramente independentes também optam por lutarem por seus casamentos após a infidelidade de seus consortes; outros diriam que é por causa dos filhos ou para não dividir os bens, dentre uma multidão de outras razões das quais discordo piamente, pois honestamente acho que na maioria dos casos é porque realmente as mulheres amam, são apaixonadas e tem o maior tesão por seus maridos que continuam casadas após serem traídas. Este é o maior motivo!

 

Minha mãe falava que um amor só se esquece com outro, mas veja bem quando estamos realmente apaixonadas não existe outra pessoa que acenda nosso fogo só com um olhar ou com beijo gostoso, como o nosso eleito. Há uma química certa, uma fagulha que só acende com quem nós gostamos e não é que quem gostamos seja o homem mais bonito ou gentil, mais atencioso ou presente, mais encantador ou fiel… É  simplesmente o homem que sabe-se lá por qual motivo mágico nós nos apaixonamos e sentimos o maior prazer de andar  com ele seja num camaro amarelo ou numa bicicleta velha…

Observe que ao descobrir a traição por mais ofendida e ressentida que você estivesse, ao ouvir o pedido de perdão do traidor e suas promessas de fidelidade futura (mesmo que você nem acreditasse nelas!) houve um alivio estranho para parte de sua dor, pois daí surgiu uma minúscula partícula de esperança de que há uma chance de restaurar a cumplicidade e a paixão perdidas ou negligenciadas na relação por ambos.

 

Então se você ama seu parceiro e ele pediu uma segunda chance demonstrando arrependimento pelo que fez e quer tentar também salvar o casamento, pense que ele também pode te amar do jeito torto dele de homem.

Isso mesmo que você leu:JEITO TORTO DE AMAR DE HOMEM. O seu parceiro foi criado como garanhão e se você olhar bem pode ser que você, atualmente mãe de meninos,  também esteja criando seu filho para ser um “Dom Juan”,  lhe ensinando que existe um harém de mulheres nesse mundo para ele se servir enquanto for solteiro, mas depois que casar tem que ser fiel.

 

Existe um padrão natural de se ensinar e permitir que os meninos possam namorar dezenas de mulheres e isso ser normal e de uma hora para outra ele deve se satisfazer com uma só mulher: sua esposa. É óbvio que isso não funciona assim na prática, já que os homens sentem vontade de continuar fazendo novas conquistas mesmo depois de casados,  e alguns poucos ( Pouquissímos!!!) resistem, enquanto a grande maioria caí em tentação, mas isso não significa que não AMEM (do jeito deles!) suas esposas e companheiras ou que não sintam o maior tesão por elas!

Há milhares de casos que o homem mantém uma relação matrimonial normal, saindo com a esposa para diversos eventos sociais onde trocam carinhos em público, viajam, passeiam e tem relações sexuais normalmente com as suas esposas. Então a questão seria porque os homens traem as mulheres que amam, não sei dizer se por puro instinto de conquista, ou para poder se vangloriar com os amigos e não passar por um homem dominado pela esposa, ou mesmo por pura imaturidade. Certamente, que o jeito torto de amar dos homens é assunto para outro artigo ou quem sabe um livro.

 

Observe que não quero justificar sob nenhum aspecto a traição masculina, mas apenas dá um panorama diferente para análise da situação e percepção das melhores opções para você sem se autocensurar por suas escolhas.

 

Há mulheres que falam que seus maridos são extremamente atenciosos, que até cozinham para elas, fazem surpresas e viajam juntos, que além de tudo são excelentes pais e mantenedores responsáveis do lar não deixando faltar nada para família, mas por conta de uma traição a mulher quer se divorciar rapidamente por causa do que as pessoas vão pensar se ela perdoá-lo ou o que o próprio marido vai pensar se ela o perdoar.

 

Assim percebe-se que por causa do que os outros pensam você pensa em abdicar de uma boa relação matrimonial por conta de uma única falha de seu parceiro que se diz arrependido. Ora, é preciso ter personalidade e convicção de suas escolhas por você mesma e não pelos outros, o que deve prevalecer é a sua experiência de vida e as suas perspectivas reais sobre a sua relação.

 

Optar por dá continuidade ao casamento após a traição deve ser uma escolha fundamentada primeiro em VOCÊ e depois na sua experiência a dois, não  importando o que os vizinhos, colegas de trabalho,  parentes e até os filhos vão pensar, pois a escolha é sua e só sua!

 

Assim, encare seus sentimentos de frente, sem vergonha ou qualquer tabu, e resolva se vale a pena dá uma segunda chance a você de tentar ser feliz com o homem que ama, isso não quer dizer que você aceitará novas traições ou que é fraca, mas sim que está disposta a ultrapassar este obstáculo do seu modo e sob novas perspectivas. Se sua escolha for esta, então vamos para os próximos quatro motivos para continuar casada depois de uma traição e como restaurar a harmonia em seu casamento nos próximos artigos.

 

Boa sorte e uma excelente vida a dois!

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial